sábado, 30 de julho de 2016

Atividades do livro "O lugar das coisas".

Ah! Como é bom ler!

É preciso incentivar o hábito de leitura desde a infância. 
Manter esse hábito, ao longo da vida, estimula o cérebro a ter boa saúde.
Além de aprimorar a memória e estimular a imaginação, a leitura ajuda a desenvolver o raciocínio, a inteligência e a concentração.
Quem não quer ter uma boa saúde mental na velhice?
Uma forma é lendo.
Pode ser gibi, jornais, livros... O mais importante é ler, de preferência, o que se gosta.

Hoje, a dica literária é um livro que coloquei no cantinho da leitura em sala de aula e deu um ibope danado.
Não pensei que as crianças fossem gostar tanto.
A maioria decorou várias partes e me provaram que conheciam toda a obra. 
Fiquei muito feliz e admirada.

Não deu outra! 
Aproveitei o momento para a aprendizagem e criei as atividades abaixo. 
O que acrescentei de outros sites especifiquei a fonte.

A obra é "O lugar das coisas", de autoria de Silvana Tavano. Ilustrações Biry Sarkis


Sobre a autora e o ilustrador:



"Dá para brincar de adivinhar!" foi o que disseram meus pequeninos.
Trata-se de um livro cheio brincadeiras com palavras e imagens.

Muitas escolas tem esse livro na biblioteca.
Infelizmente, não encontrei nenhum site com ele para baixar.
Bom mesmo é ter a obra original. Eu tenho. Oba!
Procure melhor, vai que você também tem e não se deu conta disso.

Mas, para quem tiver o desejo de comprá-lo, embaixo coloquei o site.

Editora Saraiva - R$ 34,90.



Se realmente você não conseguir o livro, posso ajudar. Digitalizei-o para mostrar na escola em data show. Isso, para meus alunos verem melhor. Mesmo que eles já leram o livro muitas vezes.
É que vale a pena discutir cada pedacinho do livro.
Meu endereço de e-mail está no final desta página no blog.
Como trabalho em escolas públicas não tem como cada aluno ter seu próprio livro. Que pena!
Mas, em data show, todos terão acesso.

Bem, nas atividades cada pedacinho do livro foi apresentado seguido de umas tarefas para serem executadas. Isso ajuda muito a todos terem o texto completo.
Ou seja, tirando cópia dá para trabalhar com as crianças tranquilamente.

As atividades são relacionadas aos seguintes conteúdos:
  • Texto e interpretação.
  • Ordem alfabética.
  • Dicionário.
  • Homônimos Perfeitos.
  • Ortografia.
  • Produção de textos.
  • Gênero literário: Poesia.
  • Medidas de tempo.
  • Multiplicação e divisão.
  • O corpo Humano.
  • Alimentação.
  • Natureza.
  • Moradia.
  • O tempo histórico da criança.
  • Medo.



Vamos, então, as atividades!


















Bem, é isso! 
Espero que gostem!
Se possível, deixe seu comentário. 
Vou adorar lê-lo!

Grande abraço,
Rosângela.




domingo, 26 de junho de 2016

Boletim!!!!

É sempre um dilema.
Uns dizem que é a secretaria que deve preparar os boletins, outros que é a pedagoga, e tem também os que acham que é o professor que deve se comprometer com mais esse trabalho.
Bem, eu prefiro ficar fora de discussões. 
Mesmo acreditando ser trabalho da secretaria.

Independente de qualquer coisa é do meu interesse realizar essa parte. 
Faço por que gosto e por que quero. 
Nada obrigatório.

Tento fazer personalizado. 
É super simples e fica legal, ou seja, os pais ficam admirados e se interessam em vê-lo, com olhar mais apurado.

Estou deixando um modelinho aqui. Uma de minhas pedagogas, Tânia, disse que seria legal postar.

Antes de preparar o boletim, eu tiro fotos de todos os meus alunos e alunas. Bem de pertinho.

Coloco as fotos na capa do boletim.

O boletim abaixo utilizo nas turmas de 2º e 3º ano do ensino fundamental. 
É claro que a imagem é fictícia, afinal, não posso utilizar as fotos das crianças aqui. 
Direitos autorais!!!!!! Ai! Ai!

Materiais:
* Cartolinas dupla face. De uma cartolina corta-se 4 boletins.
* Cópias contendo as fotos das crianças, seus respectivos nomes e a frase "Como estou na escola?".
* Durex colorido.
* Cola e tesoura.





A parte abaixo é uma forma simplificada para os pais entenderem, mais facilmente, como seu filho está na escola e o que eu costumo cobrar deles. 
Geralmente, é feito relatório, mas eles, em sua maioria, não leem. 

Já com a legenda, facilitou muito a compreensão, a respeito do que espero que as crianças alcancem nas aulas do dia-a-dia.

Sem contar que na reunião de pais, muitos querem falar com a professora ao mesmo tempo. Com esse modelo diminuiu o assédio (Kkkk) e os resultados esperados foram alcançados. 

Os que necessitam falar particularmente comigo têm duas alternativas: Ou aguardam um pouco, ou marcam comigo o comparecimento no dia de atendimento estipulado por mim, em um horário de planejamento. Deixo um PL semanal para o caso de algum responsável desejar falar comigo. Afinal, não atendo ninguém na porta da sala de aula e sem horário marcado. Além de ser muito importante haver testemunhas para conversas com familiares. Há muitos familiares bacanas, mas há muitos outros que não conhecem a palavra respeito. 
Graças a Deus estou abençoada com familiares super bacanas esse ano. 


Já para o primeiro ano, faço a mesma capa. Utilizando as fotos deles.
O que diferencia é a parte interna, que contém 3 partes. Em cada parte colo informações de como a criança foi no trimestre. 
Optei pela forma de perguntas com respostas objetivas. Todos os pais compreenderam. Como disse, o formato de relatório não estimula os pais a lerem. E aí, ao invés de ler, eles perguntam tudo que já está escrito. Aff!

Precisamos criar estratégias para que todos entendam, afinal, ainda existem muitos pais sem estudos e, às vezes, não compreendem o que o professor quer dizer.

Mais uma razão para que a linguagem seja super clara.

Funcionou muito.

É bom lembrar que na maioria das escolas, os alunos do 1º ano não fazem provas e esse formato de "boletim" facilita muito a comunicação entre a professora e familiares.







Bem, é isso! Espero ter ajudado.
Grande abraço,
Rosângela.


sexta-feira, 27 de maio de 2016

Brincando com os alimentos.

Os alimentos são muito importantes para o desenvolvimento dos seres vivos, pois promovem saúde e bem estar.
Como nesse trimestre um dos assuntos a serem tratados em sala de aula será alimentação decidi fazer essa fichas.
Elas ficarão dentro de uma caixinha decorada contendo pregadores.
Quando a criança pegar uma ficha, ela deverá localizar o nome da imagem nela apresentada e com o pregador "pregar" o nome. Também deverá mostrar a professora para ver se está certo.
Tanto os nomes conhecidos quanto desconhecidos serão discutidos e pesquisados pelas crianças e  a professora (que mediará todo o estudo e obviamente deverá ter pesquisado tudinho previamente).

Opções de atividades que poderão ser feitas com essas fichas são inúmeras:
* Ordem alfabética.
* Formação de frases.
* Produção de texto.
* Caça-palavras.
* Cruzadinhas.
* Se cada criança, em grupo reduzido, ficar com uma média de 4 a 6 fichas, dará para trabalhar bingo.
* Pesquisas sobre: Origem e significado da palavra. Benefícios para o nosso o corpo. O que a falta desse alimento causa em nosso organismo? Dentre outros.
* Recorte e colagem de imagens relacionadas as palavras não utilizadas.
Há uma infinidade de possibilidades.

Esse material ficará no cantinho de leitura da sala de aula para uso contínuo das crianças. Claro que, após o estudo com todas as fichas.
Guardado não tem serventia, não é mesmo?
Apenas deve-se ter o cuidado de conferir o material antes de guardá-lo no armário ao término da aula.

As fichas estão em ordem alfabética. 
As palavras, em sua maioria, estão ligadas a alimentação.
São alimentos consumíveis. Também há plantas medicinais entre elas.
Pode haver palavras que não estejam ligadas a alimentação, simplesmente para desafiar.
Há nomes próprios que são apenas nomes do dia-a-dia e outros que foram dados a plantas medicinais.
Pesquisar e aumentar o conhecimento de verbetes é muito importante nesse trabalho.
Conhecimento é sempre bem vindo.
E quer saber? Também aprendi muito com alguns nomes que desconhecia.

Como fazer?
1 - Tirar várias cópias do material, colá-las em papel resistente (tipo papel cartão) e plastificar. Se não tiver papel contact transparente utilize fita adesiva larga transparente. É o que eu utilizo na maioria das vezes e funciona muito bem. Utilizo geralmente o que tem na escola. 
2 - Comprar pregadores ou pedir as crianças que tragam um ou dois de casa como doação. Enfeitar o pregadores também é legal. Um pregador para cada ficha. Afinal, todos os envolvidos no trabalho poderão participar. 
3 - Não se pode esquecer de decorar a caixa em que esse material ficará. Pode ser caixa de sapatos ou de camisa. Deixar bem colorido.


É bem simples, mas valerá a pena.














Agora, algumas informações que considero importantes.

KOMBU – ALGA MARINHA.
KAPPA MAKI – ENROLADO DE PEPINO.
KINKAN – LARANJINHA JAPONESA.
FONTE: 

ORA PRO NOBIS – FLOR COMESTÍVEL.

QUIRERA.

TORANJA – FRUTO RESULTANTE DO CRUZAMENTO DO POMELA ( CITRUS MÁXIMA) COM A LARANJA (CITRUS SINENSIS).

SHIMEJI – COGUMELO USADO NA ALIMENTAÇÃO, CULTIVADO EM PAÍSES ORIENTAIS.

SEMOLINA – FARINHA GRANULADA EXTRAÍDA DO GRÃO DE ARROZ, USADA PARA ENGROSSAR CALDOS, PUDINS...

VALERIANA – PLANTA MEDICINAL QUE COMBATE A INSÔNIA E A ANSIEDADE.
VÔNGOLE – MOLUSCO USADO NA ALIMENTAÇÃO. CONHECIDO POR BERBIGÃO.
VERÔNICA – PLANTA MEDICINAL INDICADA PARA ENXAQUECA, FALTA DE APETITE , DIFICULDADE DE DIGESTÃO...
FONTE: 

WEDELIA: TAMBÉM CONHECIDA COMO MARGARIDA. É UMA PLANTA MEDICINAL QUE TRATA HEMATOMAS, TRAUMATISMOS. APRESENTA PROPRIEDADES MEDICINAIS ANALGÉSICAS, EXPECTORANTE ...
FONTE:
WASABI É UM TEMPERO EM PASTA UTILIZADO NA CULINÁRIA JAPONESA.
FONTE: 
WALTHERIA É UMA PLANTA MEDICINAL DE COMBATE A CISTITE E BLENORRAGIA.



UVAIA – FRUTO PEQUENO E COMESTÍVEL, TAMBÉM CONHECIDO POR UBAIA.
URUCUM – FRUTO  DO QUAL SE FAZEM CORANTES. UM DELES NA COR AVERMELHADA POPULARMENTE CONHECIDA POR COLORAU.



XIMENIA – PLANTA MEDICINAL DE COMBATE  HEMORROIDAL E TEM FUNÇÃO DIURÉTICA..
XANTHOXYLUM TINGOASSUIDA POSSUI PROPRIEDADES MEDICINAIS DIGESTIVAS E ANTI-INFLAMATÓRIAS.
FONTE: 

ZEA – POPULARMENTE CONHECIDO POR MILHO.
ZEDOÁRIA – PLANTA MEDICINAL, QUE ALIVIA A BRONQUITE, TRATA CÁLCULOS RENAIS, MAU-HÁLITO...
FONTE: 
ZIMBRO – ALIMENTO COMESTÍVEL. MEDICINAL COMBATE FEBRES CÁLCULOS RENAIS.
ZIZIPHUS JOAZEIRO – PLANTA MEDICINAL DE AÇÃO ANTI-INFLAMATÓRIA, CICATRIZANTE ...


YACON- PLANTA MEDICINAL PARA TRATAMENTO DA DIABETES E COLESTEROL.

Esse blog já está virando um diário escolar para mim. Kkk

Bem, é isso! Até a próxima!

Grande abraço,
Rosângela.


quinta-feira, 21 de abril de 2016

Ler! Ler! Ler! É bom demais!

Um dos trabalhos que estou executando esse ano com as crianças é o de proporcionar momentos para levarem para casa uma "Pasta de Leitura".
Esse trabalho faz parte do Projeto de Leitura que fiz, de nome "O BRILHO LITERÁRIO NA CONSTRUÇÃO DE SABERES".
As crianças precisam ser incentivadas a ler em todos os lugares. Como pode acontecer de alguns lares não terem livros, e isso existe sim, esse trabalho vem para acrescentar mais uma oportunidade de leitura.

Afinal, é o treino que leva a perfeição.

Aos pais foram pedidos pastas com elástico ofício 2 fina e material para leitura (livrinhos literários e revistinhas em quadrinhos). Muitos familiares ajudaram.

Já tem materiais como esse aqui postados, apenas estou reforçando e atualizando o que estou utilizando esse ano.

Nesse trabalho todas as crianças levam uma pasta simplesmente decorada para casa, contendo uma obra (ou revistinha em quadrinhos, ou livro de literatura), uma folha com atividade direcionada e marcadores de páginas.

A decoração da Pasta de Leitura foi bem simples mesmo. Até por que não tive tantos recursos para realizar um trabalho melhor. Mas, o mais importante é que foi feito e busquei fazer o melhor dentro de minhas possibilidades.

O tema da decoração, como estou trabalhando com o projeto Heróis X Vilões, foi Batman (para os meninos) e Batgirl (para as meninas). Isso por que esse herói não tem poderes sobrenaturais como meus pequeninos heróis em sala de aula. Batman usa de muita inteligência.
Utilizei papel cartão e fita adesiva larga e transparente. Dentro da Pasta de Leitura fixei uma folha com orientações.

Veja como ficaram algumas pastas:







Molde da capa da Pasta de Leitura.

Página fixada dentro da Pasta de Leitura.


As obras são expostas no quadro toda 6ª feira de cada semana (exceto semana que antecede provas semanais) para inicialmente visualizarem as possíveis escolhas que farão.

Um aluno é designado para pegar as obras em local lhe apresentado no armário e colocá-las em exposição no quadro.

Utilizo para expor uma média de 30 obras. Foi o suficiente para o ano todo.

Outro aluno é designado para entregar as pastas com os marcadores já dentro delas. Os marcadores de páginas sempre ficam dentro das pastas.

E continua com mais um aluno buscando, em local também já determinado a ele, as atividades da semana para distribuir.

Os demais alunos vão recebendo os materiais e conferindo para ver se está tudo certinho.

Enquanto isso...
* Explico a tarefa da semana, como deve ser feita.

Modelo da tarefa semanal.


* Convido grupos de alunos, de 6 em 6 mais ou menos, para irem ao quadro buscar a obra que mais lhe agradou,  para eu registrar e eles levarem.

O registro faço em uma apostila que criei e que facilita muito meu trabalho. Contém:
* Uma folha de capa.
* Duas folhas de registro: nome do aluno e nome da obra.
* Mais ou menos umas 20 folhas de relatório, uma para cada semana. Atrás da folha de relatório colo a atividade da semana, para não ser repetida, e realizo a escrita de observações quando necessárias.







O dia de devolução da Pasta de Leitura é toda 2ª feira. Nesse mesmo dia, enquanto vão devolvendo o material, eu vou corrigindo imediatamente para não acumular trabalho. Para isso, deixo no quadro uma tarefa para eles executarem enquanto me ocupo das correções.

Nada de acumular serviço e muito menos levar para casa. Uma coisa de cada vez.

Quanto ao marcador de páginas, retirei o modelo da internet. Ele é muito engraçado e quem o criou tem um talento fantástico.

Ensinei as crianças como fazer. 
Elas aprenderam e fizeram. 
Guardei seus marcadores no armário para que eles pudessem começar a levá-los a partir do primeiro dia da visita da Pasta de Leitura em suas casas.
E não é que a maioria das crianças arrumaram papéis velhos em casa e construíram sozinhos diversos marcadores. 
Levaram para eu ver. 
Fiquei totalmente surpresa e feliz. 
Não pensei que fossem tentar fazer em casa. Afinal, já tinham os deles.
Eles levaram de vários tamanhos e cores. 
Teve quem colocou até lacinho. Pode? Kkk
Foi uma festa. Haviam famílias de marcadores, com direito a pai, mãe e até vários filhos. Em tamanhos diferentes. 
Ensinaram aos irmãos. Houve verdadeiras oficinas de marcadores em algumas casas.
Realmente me surpreendeu. Foi muito legal. 
São muito fofos meus pequeninos alunos.

Aprendi no link abaixo a fazê-los:



Bem, como ensino aos meus lindinhos pelo exemplo. Ao ensiná-los fiz mais ou menos uns dois marcadores de páginas. Eles pediram fervorosamente os que fiz. Alguns queriam guardar de lembrança. Essas crianças lindas!
Por essa razão, decidi fazer para todo mundo. Quando viram que iriam receber, cada um o seu feito pela professora, ficaram em polvorosa. 
Até agora ninguém perdeu o marcador e ainda estou vendo brotar mais marcadores. Rsrs
Eles os estão utilizando também como fantoches. Quanta criatividade!

Fiz tantos que até distribuí pela escola. Minhas colegas de trabalho adoraram.

Veja como ficaram:










O passo-a-passo para quem quiser fazer é o seguinte:

* Uma folha A4 dá para fazer 2 monstrinhos. Utilizei papeis coloridos rosa, verde, amarelo e vermelho. Deles retira-se 2 quadrados e ainda sobra papel.






* Depois, é só realizar a dobradura:










* Hora de fixar as pecinhas menores. Os quadradinhos laranja são cartolina dupla face.








Grande abraço,
Rosângela.