quinta-feira, 21 de abril de 2016

Ler! Ler! Ler! É bom demais!

Um dos trabalhos que estou executando esse ano com as crianças é o de proporcionar momentos para levarem para casa uma "Pasta de Leitura".
Esse trabalho faz parte do Projeto de Leitura que fiz, de nome "O BRILHO LITERÁRIO NA CONSTRUÇÃO DE SABERES".
As crianças precisam ser incentivadas a ler em todos os lugares. Como pode acontecer de alguns lares não terem livros, e isso existe sim, esse trabalho vem para acrescentar mais uma oportunidade de leitura.

Afinal, é o treino que leva a perfeição.

Aos pais foram pedidos pastas com elástico ofício 2 fina e material para leitura (livrinhos literários e revistinhas em quadrinhos). Muitos familiares ajudaram.

Já tem materiais como esse aqui postados, apenas estou reforçando e atualizando o que estou utilizando esse ano.

Nesse trabalho todas as crianças levam uma pasta simplesmente decorada para casa, contendo uma obra (ou revistinha em quadrinhos, ou livro de literatura), uma folha com atividade direcionada e marcadores de páginas.

A decoração da Pasta de Leitura foi bem simples mesmo. Até por que não tive tantos recursos para realizar um trabalho melhor. Mas, o mais importante é que foi feito e busquei fazer o melhor dentro de minhas possibilidades.

O tema da decoração, como estou trabalhando com o projeto Heróis X Vilões, foi Batman (para os meninos) e Batgirl (para as meninas). Isso por que esse herói não tem poderes sobrenaturais como meus pequeninos heróis em sala de aula. Batman usa de muita inteligência.
Utilizei papel cartão e fita adesiva larga e transparente. Dentro da Pasta de Leitura fixei uma folha com orientações.

Veja como ficaram algumas pastas:







Molde da capa da Pasta de Leitura.

Página fixada dentro da Pasta de Leitura.


As obras são expostas no quadro toda 6ª feira de cada semana (exceto semana que antecede provas semanais) para inicialmente visualizarem as possíveis escolhas que farão.

Um aluno é designado para pegar as obras em local lhe apresentado no armário e colocá-las em exposição no quadro.

Utilizo para expor uma média de 30 obras. Foi o suficiente para o ano todo.

Outro aluno é designado para entregar as pastas com os marcadores já dentro delas. Os marcadores de páginas sempre ficam dentro das pastas.

E continua com mais um aluno buscando, em local também já determinado a ele, as atividades da semana para distribuir.

Os demais alunos vão recebendo os materiais e conferindo para ver se está tudo certinho.

Enquanto isso...
* Explico a tarefa da semana, como deve ser feita.

Modelo da tarefa semanal.


* Convido grupos de alunos, de 6 em 6 mais ou menos, para irem ao quadro buscar a obra que mais lhe agradou,  para eu registrar e eles levarem.

O registro faço em uma apostila que criei e que facilita muito meu trabalho. Contém:
* Uma folha de capa.
* Duas folhas de registro: nome do aluno e nome da obra.
* Mais ou menos umas 20 folhas de relatório, uma para cada semana. Atrás da folha de relatório colo a atividade da semana, para não ser repetida, e realizo a escrita de observações quando necessárias.







O dia de devolução da Pasta de Leitura é toda 2ª feira. Nesse mesmo dia, enquanto vão devolvendo o material, eu vou corrigindo imediatamente para não acumular trabalho. Para isso, deixo no quadro uma tarefa para eles executarem enquanto me ocupo das correções.

Nada de acumular serviço e muito menos levar para casa. Uma coisa de cada vez.

Quanto ao marcador de páginas, retirei o modelo da internet. Ele é muito engraçado e quem o criou tem um talento fantástico.

Ensinei as crianças como fazer. 
Elas aprenderam e fizeram. 
Guardei seus marcadores no armário para que eles pudessem começar a levá-los a partir do primeiro dia da visita da Pasta de Leitura em suas casas.
E não é que a maioria das crianças arrumaram papéis velhos em casa e construíram sozinhos diversos marcadores. 
Levaram para eu ver. 
Fiquei totalmente surpresa e feliz. 
Não pensei que fossem tentar fazer em casa. Afinal, já tinham os deles.
Eles levaram de vários tamanhos e cores. 
Teve quem colocou até lacinho. Pode? Kkk
Foi uma festa. Haviam famílias de marcadores, com direito a pai, mãe e até vários filhos. Em tamanhos diferentes. 
Ensinaram aos irmãos. Houve verdadeiras oficinas de marcadores em algumas casas.
Realmente me surpreendeu. Foi muito legal. 
São muito fofos meus pequeninos alunos.

Aprendi no link abaixo a fazê-los:



Bem, como ensino aos meus lindinhos pelo exemplo. Ao ensiná-los fiz mais ou menos uns dois marcadores de páginas. Eles pediram fervorosamente os que fiz. Alguns queriam guardar de lembrança. Essas crianças lindas!
Por essa razão, decidi fazer para todo mundo. Quando viram que iriam receber, cada um o seu feito pela professora, ficaram em polvorosa. 
Até agora ninguém perdeu o marcador e ainda estou vendo brotar mais marcadores. Rsrs
Eles os estão utilizando também como fantoches. Quanta criatividade!

Fiz tantos que até distribuí pela escola. Minhas colegas de trabalho adoraram.

Veja como ficaram:










O passo-a-passo para quem quiser fazer é o seguinte:

* Uma folha A4 dá para fazer 2 monstrinhos. Utilizei papeis coloridos rosa, verde, amarelo e vermelho. Deles retira-se 2 quadrados e ainda sobra papel.






* Depois, é só realizar a dobradura:










* Hora de fixar as pecinhas menores. Os quadradinhos laranja são cartolina dupla face.








Grande abraço,
Rosângela.




Nenhum comentário:

Postar um comentário